Cabral agora defende legalização de jogos

Em mais uma declaração polêmica, o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), defendeu a legalização dos jogos de azar dois dias depois de o Congresso vetar os bingos no País. Para Cabral, o jogo deveria ser liberado mediante controle da atividade e a arrecadação, usada para fins sociais. "O Brasil tem problemas muito maiores quando torna o jogo ilegal, porque a renda não é destinada a ajudar pessoas", disse. Cabral já declarou apoio à legalização de drogas leves e aborto: "Quem aqui não teve uma namoradinha que teve de abortar?", perguntou, na terça.

, O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.