Cabo Daciolo e mais 11 bombeiros presos em paralisação conseguem habeas corpus

A Justiça do Rio concedeu ontem habeas corpus a 12 bombeiros, presos durante a paralisação da categoria, no início do mês. Os soldados estavam detidos no Grupamento Especial Prisional (GEP) da corporação, na zona norte do Rio.

O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2012 | 03h01

O cabo Benevenuto Daciolo (foto), um dos líderes do movimento, foi um dos beneficiados. As informações foram confirmadas pelo plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ). Na quinta, a Justiça do Rio já havia autorizado a transferência de 12 bombeiros e 10 policiais militares, indiciados por incitar o movimento grevista, que estavam presos na Penitenciária Bangu 1. Eles foram para as unidades prisionais de suas respectivas corporações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.