Cabo da PM é morto por assaltantes em SP

Policial foi assassinado após bandidos perceberem que ele estava armado; carro e arma da vítima foram levados

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

14 de dezembro de 2007 | 04h44

Ao ser vítima de dois assaltantes e ter sua arma descoberta pela dupla de criminosos, o cabo Marcos Antonio Milares, de 36 anos, foi morto, por volta das 23 horas desta quinta-feira, 13, na região de Pedreira, zona sul da capital paulista. Em seu dia de folga, o policial foi rendido pelos bandidos em Diadema no momento em que deixava uma mulher, que o acompanhava, em casa. As duas vítimas foram obrigadas a seguir com os assaltantes em direção à capital paulista. Na estrada do Alvarenga, os assaltantes perceberam que o policial estava armado e passaram a ameaçá-lo. Fora do carro, a mulher conseguiu correr e o cabo foi baleado. Os criminosos fugiram levando o veículo e a arma do policial. Atingido por pelo menos nove disparos, ele ainda foi levado para a Unidade Básica de Saúde (UBS) Eldorado, em Diadema, mas chegou morto ao local. O carro dele foi encontrado por volta da 1h30 desta sexta-feira, 14, na esquina da rua Carlos Facchina com a rua Domenico Aníbal, em Vila Missionária, totalmente carbonizado. A polícia ainda não conseguiu localizar os criminosos.

Tudo o que sabemos sobre:
Políciamorte de policialSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.