Cabeleireiro morre em perseguição policial na zona sul de SP

Vítima, de 49 anos, estava na varanda do salão quando foi atingida; corporação diz que irá investigar se houve falha na operação

Luciano Bottini Filho , O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2013 | 10h56

SÃO PAULO - Um cabeleireiro morreu depois de ser atingido por um tiro em uma perseguição policial no Campo Limpo, zona sul de São Paulo, na tarde de sábado, 26. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Severino Paulo de Oliveira Filho, de 49 anos, estava na varanda do salão quando foi atingido. O projétil teria atravessado o braço da vítima e acertado o coração.

A vítima chegou a ser socorrida no Hospital Campo Limpo, mas não sobreviveu. A SSP informou que PMs que participaram da ação contaram que houve troca de tiros com criminosos. Eles estariam atrás de três homens armados que haviam roubado um carro. O trio deixou o veículo e estava fugindo a pé. O disparo que acertou o cabeleireiro ocorreu na Rua Professor Leitão da Cunha.

De acordo com a PM, os policiais revidaram os tiros dos bandidos. A corporação diz que investigará se houve erro durante a operação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.