Inacio Souza - Marajo Online/AE
Inacio Souza - Marajo Online/AE

Buscas por vítimas de acidente de barco no Pará são encerradas

Segundo a Capitania dos Portos, doze mortes foram confirmadas

Rita Soares, Especial para o Estado / Belém,

20 de abril de 2013 | 13h16

Foram encerradas, na manhã deste sábado, as buscas no rio Arari, no arquipélago do Marajó, onde um barco de passageiros afundou na noite da quinta-feira, 18. A Capitana dos Portos confirmou doze mortos no acidente.

 

O barco tinha capacidade para 25 passageiros, mas estava superlotado. As equipes de resgate conseguiram encontrar 52 pessoas com vida. Na manhã de ontem, ainda havia três desaparecidos, mas no início da tarde, as equipes conseguiram localizar uma mulher e o filho que estavam em um hospital da região. A Capitania dos Portos informou que um idoso que também era dado como desaparecido foi encontrado, mas não havia detalhes do local e do estado de saúde dele.

 

O barco seguia de Chaves, no Marajó, para Belém e afundou a cerca de 500 metros do porto de Cachoeira do Arari, cidade na região. A Marinha abriu inquérito para apurar as causas do acidente. A Polícia Civil do Pará também apura o caso.

 

O dono da embarcação, Luiz Acácio Silva Lima está preso. O acidente chamou a atenção para as condições precárias da navegação na região e também para a falta de fiscalização. Embarcações velhas e superlotadas fazem parte da paisagem local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.