Buscas por idoso desaparecido durante temporal são retomadas

Buscas por idoso desaparecido durante temporal são retomadas

Carro da vítima foi reconhecido por familiares e corporação montou força-tarefa para buscas; capital tem áreas sob estado de atenção

O Estado de S. Paulo

20 de março de 2015 | 10h30

SÃO PAULO - O Corpo de Bombeiros retomou na manhã desta sexta-feira, 20, as buscas por um idoso que desapareceu em meio ao temporal que atingiu a Região Metropolitana de São Paulo durante esta quinta-feira. José Fonseca da Silva, de 69 anos, foi arrastado pela correnteza para dentro de um córrego em Taboão da Serra. Um carro foi encontrado nas proximidades e familiares confirmaram que o veículo pertence à vítima.

Três viaturas da Corporação foram deslocadas para o local onde foi montada uma força-tarefa para fazer uma varredura em busca de Silva. O trabalho havia seguido pela noite durante desta quinta, mas não havia tido sucesso na localização do idoso até ser interrompido por condições de visibilidade. A chuva na cidade causou diversos transtornos à população e fez com que carros fossem arrastados para o córrego Poá, deixando cinco pessoas ilhadas, que acabaram resgatadas com auxílio do helicóptero da Polícia Militar.

A situação fez que com a Prefeitura de Taboão informasse que decretará estado de emergência. A estimativa é que entre 200 e 300 residências tenham sido afetadas pelo temporal.

Alerta. As zonas norte e oeste da capital paulista está sob estado de atenção enchentes em razão das chuvas previstas para a tarde e noite desta sexta-feira. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) de São Paulo, imagens já mostram chuva forte no centro e na Marginal do Tietê. Os meteorologistas apontaram que as próximas horas seguirão com tempo instável com chuva e próvavel formação de alagamentos.

 A precipitação também é forte na Região Metropolitana, atingindo as cidades de Santo André, São Bernardo do Campo e Caieiras. Pancadas de chuvas estão previstas para a tarde do sábado, 21, quando os termômetros devem oscilar entre a mínima de 18.º C e a máxima de 28.ºC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.