Burocracia para tirar 2ª via

SELO DE INSPEÇÃO VEICULAR

O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2012 | 03h02

Em 29/6 fui vítima de mais uma emboscada tributária, desta vez armada pela Prefeitura. Em março tive de trocar o para-brisa do carro e perdi o selo de inspeção veicular. Consultei o site da Controlar para saber como obter a 2.ª via, juntei os documentos exigidos e fui à Secretaria do Verde e do Meio Ambiente. Otimista, achei que sairia de lá com o selo reposto. No entanto, após esperar 1 hora e 15 minutos fui informada de que o "processo" de obtenção do selo seguiria um rito de levantamentos e análises e que, se aprovado, eu deveria ficar atenta à publicação no Diário Oficial, em 30 a 60 dias. Feito isso, eu deveria voltar à secretaria para pegar a autorização e, depois, teria de agendar na Controlar a execução do serviço! Mais: para o prosseguimento da solicitação, tive de pagar um Damsp de R$ 51,80 e a Taxa de Recepção de Requerimentos e Documentos para Autuação (R$ 16,50). Não é um acinte?

TERESINHA RUSSO ISMAEL / SÃO PAULO

A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente diz que cumpre as regras estabelecidas por lei no que diz respeito à requisição da 2ª via do selo de inspeção veicular. Todos os procedimentos estão previstos no decreto que regulamenta o Programa de Inspeção Veicular Ambiental e na portaria que trata da execução do programa no ano vigente.

A leitora reclama: A resposta não alivia minha indignação e muito menos atenua as condições desrespeitosas nas quais o cidadão é colocado para cumprir seus direitos e deveres. E continuo a afirmar que o caminho da facilitação para esse cumprimento é uma obrigação dos legisladores.

CET - ARGUMENTO FALHO

Multa indevida em esquina

É um absurdo o que a CET faz na esquina da Avenida Brigadeiro Luís Antônio com a Rua Santa Madalena. Nela, instalaram um semáforo para veículos, mas esqueceram, propositalmente, de instalar um farol para pedestres. Todo carro que faz a conversão é multado, sob alegação de que não parou para pedestres. Ora, se eu parar na conversão com o sinal verde para veículos, posso causar sérios acidentes! Questionei o agente sobre o ritmo frenético de multas e ele confirmou: "São para carros que não param para pedestre". Mas eu vi: não havia um pedestre sequer na hora!

CARLOS PEREIRA / SÃO PAULO

A CET informa que a concepção da faixa de pedestre nessa esquina permite a visibilidade do motorista que faz a conversão. Ao efetuar esta conversão, o motorista deve parar para que o pedestre faça a travessia de forma segura.

O leitor comenta: A questão é que flagrei um motorista sendo multado mesmo sem haver pedestres no local!

SHOPPINGS

Pouca vaga para estacionar

Os Shoppings Pátio Paulista e Pátio Higienópolis usam boa parte da área de estacionamento para sublocar para empresas de lavagem de autos. O Paulista é ainda pior, já que deixa metade de um andar para um estacionamento VIP extorsivo.

MARCUS COLTRO / SÃO PAULO

O Shopping Pátio Higienópolis refuta as acusações e diz que a atual administração sempre pautou sua conduta por total respeito às leis. O número de vagas atende às normas municipais para a atual fase do empreendimento, cujas obras de reforma não estão terminadas.

A Brookfield Gestão de Empreendimentos, que administra o Shopping Pátio Paulista, informa que não se manifestará sobre o assunto.

O leitor diz: Se eles tivessem tanta razão, a Prefeitura não estaria ameaçando fechá-los.

POMPEIA

Escola e barulho de manhã

Moro em frente ao Colégio Sagrado Coração de Jesus e o barulho que vem da escola tem piorado muito. Tenho bom senso suficiente para saber que se trata de uma escola, mas, às 7 horas, eles ligam o microfone e começa a música alta. Não bastassem os carros de pais parados em nossas garagens, temos de acordar com a gritaria no microfone. Já reclamei na escola e no Programa de Silêncio Urbano (Psiu), mas não tive retorno.

ROMINA HARRISON / SÃO PAULO

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras diz que, em 15/6, após vistoria, o local foi intimado a providenciar adequação acústica para acabar com o incômodo causado pelos microfones.

O Colégio Sagrado Coração de

Jesus não respondeu.

A leitora relata: Com a volta às aulas, pude constatar que o problema persiste. A escola não respeita a vizinhança e parece que não deu a mínima para as orientações do Psiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.