Bruno passa por exames em hospital de BH

O goleiro Bruno Fernandes, que responde a processo por sequestro e assassinato de sua ex-amante Eliza Samudio, de 25 anos, foi internado no Hospital Socor, na capital mineira, ontem. Ele foi retirado da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, e levado para a realização de exames.

Marcelo Portela ESPECIAL PARA O ESTADO BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

24 Setembro 2010 | 00h00

Em nota, a Superintendência de Administração Prisional da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que o atleta voltou na quarta-feira do Rio com remédios controlados, sem receita médica, e reclamando de dificuldade para dormir. Bruno já havia passado mal outras vezes na penitenciária e sido internado no mesmo hospital.

Ontem mesmo o goleiro voltou para o presídio após os exames, realizados para verificar a necessidade dos remédios apreendidos.

Segundo a Seds, os medicamentos foram encontrados no momento da revista, procedimento padrão para todos os presos que entram na unidade. A assessoria da secretaria informou, porém, que "não é função do Estado" apurar onde ele conseguiu os remédios, a não ser que o acesso aos produtos tivesse ocorrido dentro da unidade prisional.

Bruno foi levado para o Rio na semana passada juntamente com o amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, para audiência do processo a que respondem por lesão corporal, sequestro, ameaça e cárcere privado da ex-amante do goleiro.

Enquanto esperava a sessão na sexta-feira passada, Bruno, com pressão baixa, desmaiou na cela e foi atendido por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ao voltar à capital mineira, o atleta e Macarrão foram submetidos a exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.