Brasileiros são presos por prostituição

Treze homens, incluindo cinco brasileiros, foram detidos por integrar um esquema internacional de prostituição. O grupo aliciava mulheres em regiões pobres do Brasil e da República Dominicana e as levava para a Espanha. As vítimas eram seduzidas com promessas de emprego, chegavam como turistas e acabavam presas, tendo de se prostituir para pagar dívidas.

PAMPLONA, O Estado de S.Paulo

17 Março 2012 | 03h04

Conforme a Guarda Civil da Espanha, as mulheres eram exploradas sexualmente em boates na região de Navarra, no norte do país. Elas trabalhariam até 12 horas por dia, com direito a apenas uma refeição. Em caso de falta, eram "multadas" e tinham as dívidas aumentadas. Ainda seriam obrigadas a ajudar em um esquema de entrega de drogas, sobretudo cocaína, em domicílio.

Os criminosos ainda são acusados de favorecer matrimônios por conveniência. Quando isso ocorria, as mulheres ilegais tinham de pagar até 1.500 (R$ 3.500) para se manter no país. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.