Brasileiro é achado morto em pântano na Irlanda

Corpo de Bruno Lemes de Sousa, de 28 anos, foi encontrado com sinais de facadas e espancamento; ele era de Anápolis

O Estado de S.Paulo

14 Março 2012 | 03h07

O brasileiro Bruno Lemes de Sousa, de 28 anos, foi encontrado morto no domingo, no Pântano de Shroneowen, perto do Condado de Kerry, no sudoeste da Irlanda. O corpo apresentava sinais de facadas e de espancamento.

Bruno, que nasceu em Anápolis (GO), trabalhava na compra e venda de veículos e teria ido ao condado no dia 16 de fevereiro para encontrar um cliente.

Há dois suspeitos do crime, segundo o jornal Irish Times. Apontados por testemunhas como autores do homicídio, o brasileiro Wenio Rodrigues da Silva, de 28 anos, e o irlandês John Paul Cawley, de 19, foram detidos e estão sob custódia da polícia irlandesa.

Os detalhes do crime ainda são investigados. De acordo com o que um irmão da vítima, Leonardo Bartolomeu, de 25 anos, também morador de Anápolis (GO), informou à imprensa goiana, Sousa teria ido até a casa de Wenio para receber o pagamento de uma dívida, quando foi assassinado.

Os dois acusados moram no Condado de Kerry. Silva e Cawley foram presos na segunda-feira.

O advogado do brasileiro disse que seu cliente trabalha meio expediente como operário em uma fazenda.

A advogada do irlandês disse que ele recebia o seguro social do governo, mas que atualmente não tem renda. Quando ouviu a acusação de assassinato, John Paul Cawley teria dito que "lamentava".

A Justiça determinou que os dois acusados compareçam perante a Corte Distrital de Kilmallock na sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.