Brasileiro diz que apanhou da polícia espanhola

O músico pernambucano Israel de França afirma ter sido espancado por policiais na cidade de Granada, na Espanha, no último domingo. O Ministério das Relações Exteriores do Brasil solicitou ao governo espanhol uma investigação detalhada sobre o caso, que teria sido motivado por racismo.

RENATO ANDRADE / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2012 | 02h03

França é violinista e regente da Orquestra Ciudad de Granada. Segundo o relato do músico ao consulado brasileiro em Madri, na noite do dia 23, ele estava em um bar com um amigo quando foi abordado por policiais. França teria sido levado para uma área mais deserta e espancado pelos oficiais. O músico, negro, mora na Espanha há 22 anos.

O secretário-geral do Itamaraty, Ruy Nogueira, teve uma reunião com o cônsul espanhol no Brasil pedir uma investigação rigorosa. Ontem, o cônsul-geral adjunto do Brasil em Madri, Cícero Garcia, esteve em Granada e fez a mesma solicitação à polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.