Brasileira que sumiu em navio pulou no mar, diz Itamaraty

Câmeras de segurança registraram o ato, mas família garante que a jovem não apresentava sinais de depressão

VANESSA MEDEIROS , ESPECIAL PARA O ESTADO, SANTOS, O Estado de S.Paulo

05 de junho de 2012 | 03h01

O Ministério das Relações Exteriores informou ontem que a brasileira Laís Santiago, de 21 anos, pulou do navio Costa Magica em movimento, às 2 horas de sábado. A ação, segundo o órgão, foi filmada pelas câmeras de monitoramento da embarcação.

O navio havia partido de Malta rumo a Catânia, cidade na região da Sicília, na Itália, e estava a cerca de 30 km da costa quando o sumiço de Laís foi constatado, às 18h de sexta-feira. Ela trabalhava como garçonete.

A família de Laís, que mora em Santos, litoral sul de São Paulo, afirmou que só acreditará em suicídio quando puder ver as imagens. Wania do Nascimento Lima, madrinha da jovem, disse que ela não apresentava sinais de depressão. "Era muito alegre." Wania negou que Laís namorasse um tripulante.

A família contratou o advogado Vicente Cascione para cuidar do caso. "Pedimos cópia dessas imagens, além da confirmação da posição náutica quando a mulher no vídeo se joga ao mar."

O advogado informou ainda que aguarda posicionamento da empresa Costa Cruzeiros sobre o caso. Segundo ele, a família disse que Laís reclamava do excesso de trabalho e de exercer, na prática, a função de catadora de lixo. A moça trabalhava no navio desde 27 de março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.