Brasil planeja Bolsa-Adultério

Lula está ainda esperando a repercussão internacional sobre sua oferta de asilo à mulher condenada à pena de morte por apedrejamento no Irã para, em caso de boa receptividade global, anunciar a criação de um programa de amparo a todas as adúlteras do mundo.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

03 Agosto 2010 | 00h00

O Bolsa-Adultério seria extensivo a toda mulher estrangeira que pular a cerca e cair em desgraça, desde que, a exemplo dos beneficiados pelo Bolsa-Família, mantenha filhos entre 6 e 15 anos matriculados na escola e com carteira de vacinação em dia. Disso o governo não abre mão!

A coisa está bem encaminhada: Teerã manifestou disposição em aceitar a oferta brasileira de refúgio à iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, que pode sair da cadeia direto para o programa da Luciana Gimenez. A apresentadora da Rede TV! já estaria, inclusive, mexendo seus pauzinhos para entrevistá-la primeiro que a Hebe Camargo e a Ana Maria Braga.

O Bolsa-Adultério prevê a suspensão de qualquer auxílio financeiro à titular do benefício que se tornar celebridade instantânea e autossustentável no exílio brasileiro. A médio prazo, imagina-se, o programa pode até tornar-se livre de despesas para o governo. Atire a primeira pedra aquele que não simpatizar com a ideia!

Volta por cima

Numa época em que tudo dá errado nos EUA, enfim uma boa notícia: está tudo correndo razoavelmente bem na lua de mel de Chelsea Clinton.

Perdeu tudo

Inundação no Paquistão pode ter levado esconderijo subterrâneo de Bin Laden na enxurrada. O líder terrorista estaria abrigado, provisoriamente, no pátio de uma escola na fronteira com o Afeganistão.

Alemão incorrigível

Michael Schumacher só pode estar de gozação! Primeiro, negou a fechada que deu. Depois, pediu desculpas a Rubinho. Agora, deu pra dizer que deixou o piloto brasileiro ultrapassá-lo atendendo a uma ordem de sua equipe. É muita cara de pau, né não?

O drama da volta

Pesquisa de fim de férias escolares revela: o estudante brasileiro prefere a sala de aula às salas de embarque dos aeroportos nesta época do ano.

Velho de guerra

A queda de Serra nas pesquisas em Minas nada tem a ver com o "corpo mole" de Aécio Neves na campanha. A idade um dia pesa pra todo mundo! Nem no Leblon o ex-governador tem aparecido ultimamente.

Caminho natural

Do jeito que anda apagada no cenário eleitoral, a Fiesp - pelo menos é o que se comenta na vizinhança da Av. Paulista - estaria prestes a transformar sua sede em novo centro cultural da região.

Procura-se

Cadê o Nelson Jobim? Só se fala disso no Ministério da Defesa! Como é que pode um homem que não cabe em si desaparecer desse jeito, caramba?!

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.