Bombom de licor não vai dar multa, diz PM

Efeito no corpo do consumo de produtos com pequenas quantidades de álcool será explicado pelo Ministério das Cidades

Caio do Valle, de O Estado de S. Paulo,

03 de fevereiro de 2013 | 22h45

SÃO PAULO - Comer bombom de licor não vai fazer ninguém ser multado nas blitze da lei seca, afirma o capitão da PM paulista Sérgio Marques. “Depois de 15 minutos da ingestão do bombom, o efeito passa e se a pessoa soprar o bafômetro dá zero. O próprio condutor pode dizer ao policial que acabou de comer o bombom e o agente vai pedir para ele esperar alguns minutos antes de soprar, caso queira fazer isso.” O motorista tem o direito de aguardar 15 minutos antes de fazer o teste.

O efeito no corpo do consumo de produtos com pequenas quantidades de álcool será abordado nesta segunda-feira, 4, pelo Ministério das Cidades, durante o lançamento de uma campanha publicitária com o objetivo de reduzir a quantidade de acidentes de trânsito no carnaval, período em que geralmente aumentam as ocorrências envolvendo o uso de álcool em estradas e vias urbanas.

Voluntários vão usar enxaguantes bucais e remédios fitoterápicos e, depois, serão submetidos ao bafômetro. Um médico indicado pela Associação Brasileira de Medicina de Trânsito (Abramet) vai explicar os índices científicos e os efeitos do álcool no cérebro. O tema da campanha deste ano do Ministério das Cidades é “Bebida e direção. Deixe essa mistura fora da festa”. Nela, serão ressaltados pontos que estimulem as pessoas que tomarem bebidas alcoólicas a usar outros meios para voltar para casa, como carona, táxi ou ônibus.

Tudo o que sabemos sobre:
lei secabafômetro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.