NILTON FUKUDA / ESTADAO 24/01/2019
NILTON FUKUDA / ESTADAO 24/01/2019

Bombeiros realizam busca em piscinão por mulher que desapareceu durante chuva

Quantidade de lixo dificulta operação na zona leste de São Paulo. Área do Itaim Paulista entra em estado de alerta nesta quarta e cidade registra pontos de alagamento

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de janeiro de 2020 | 18h38
Atualizado 08 de janeiro de 2020 | 23h35

SÃO PAULO - O Corpo de Bombeiros continuaram realizando buscas nesta quarta-feira, 8, em um piscinão na zona leste de São Paulo após relatos de desaparecimento de uma mulher durante a chuva que atingiu a cidade na noite desta terça-feira, 7. A quantidade de lixo no local atrapalha a operação, disse a corporação. Ninguém foi localizado até o momento. A atividade foi suspensa no fim da tarde em razão das fortes chuvas. 

Segundo os bombeiros, o chamado para atender a ocorrência aconteceu às 22h05 desta terça. O piscinão é localizado nas imediações das avenidas Bento Guelfi e Ragueb Chohfi, na zona leste. A corporação disse que as circunstâncias do desaparecimento são desconhecidas. Uma equipe foi enviada inicialmente para a operação no local.

Nesta quarta, uma retroescavadeira passou a ajudar a atividade. "Trata-se de um córrego que tem muito lixo e por esta razão é necessário uma retroescavadeira, de modo que está sendo retirado esse lixo para facilitar nas buscas", informou a corporação.

Às 18h, os bombeiros informaram que a operação seguiria até ao menos 19h30 com um processo de varredura. A partir desse horário, uma nova avaliação seria feita para decidir sobre a continuidade das buscas ao longo da noite ou uma eventual interrupção e retomada nesta quinta. Às 20h, a corporação confirmou a suspensão das buscas. 

O Corpo de Bombeiros divulgou que, entre as 15h e 17h20 desta quarta, ocorreram cinco chamados para quedas de árvore na capital, além de quatro desmoronamentos/desabamentos e 46 registros de enchentes e alagamentos. 

Zona leste volta a ser afetada pelas chuvas nesta quarta

Voltou a chover nesta quarta na cidade. A área da subprefeitura do Itaim Paulista, na zona leste, chegou a entrar em estado de alerta, nível máximo de atenção do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura. Bairros de todas as regiões entraram em estado de atenção para alagamentos.

Na zona leste nesta quarta, os bairros da Penha, Cangaíba e Ermelino Matarazzo foram os mais atingidos até o início da noite. Segundo o CGE, as próximas horas seguirão com tempo instável, "já que novas áreas de chuva forte que atuam nas cidades de Itupeva e Cabreúva se deslocam para a capital paulista". "Há potencial para rajadas de vento e formação de alagamentos", informou o órgão.

Na previsão do CGE, a quinta-feira, 9, terá muitas nuvens, aberturas de sol e pancadas de chuva entre a tarde e a noite. "As precipitações virão acompanhadas de rajadas de vento e descargas elétricas. Os termômetros oscilam entre 20°C e 29°C."

Pontos de alagamento

Às 19 horas, a cidade registrava cinco pontos de alagamento ativos, sendo três deles transitáveis e outros dois intransitáveis. Os dois intransitáveis estavam localizados na zona leste: um na Avenida Jacu Pêssego, na altura da Rua S. Francisco do Piauí, e outro na Rua Tomazzo Ferrara, na altura do córrego Rio Verde, em Itaquera. 

Os pontos transitáveis estavam na Avenida Professor Francisco Morato, na altura da Rua José Félix, no Butantã, e outro na Rua Dra. Ruth Cardoso, perto da Avenida Eusébio Matoso (Alto de Pinheiros); o terceiro foi registrado na Avenida Musgo-de-flor, perto da Rua Rainha da Noite, em Itaquera.  Às 19h30, os pontos de alagamento já tinham subido para 29, localizados em todas as regiões da cidade. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.