Bombeiros presos em protesto são libertados

Os dois bombeiros presos na madrugada de anteontem durante protesto no Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio, foram beneficiados por habeas corpus e soltos ontem. O capitão Alexandre Marchesini e o cabo Benevenuto Daciolo deixaram o Grupamento Especial Prisional (GEP). Os dois protestavam por melhores salários quando receberam voz de prisão por desobediência. Segundo o comando do Corpo de Bombeiros, eles se recusaram a deixar o local "após diversas solicitações".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.