Bombeiros mudam local de busca por desaparecido em desabamento

Nesta quarta, 15 viaturas, 45 homens e 2 cães farejadores estão no local onde prédio desabou em Guarulhos na noite de segunda-feira

Laura Maia de Castro, O Estado de S. Paulo

04 Dezembro 2013 | 12h12

SÃO PAULO - Quase 40 horas após o desabamento de um prédio em Guarulhos, na Grande São Paulo, os bombeiros seguem as buscas pelo operário desaparecido Edenilson dos Santos, de 24 anos. Segundo o Corpo de Bombeiros, 15 viaturas, 45 homens e 2 cães farejadores estão no local na manhã desta quarta-feira, 4.

A suspeita é de que Santos estava, no momento do desabamento, no segundo subsolo onde ficava o alojamento. "Hoje trocamos o local da busca porque ontem (terça) não o encontramos. Os cachorros estão fazendo uma nova varredura neste momento e vamos buscar na região onde ficava uma rampa de acesso", disse o capitão do Corpo de Bombeiros Marcos Palumbo. Segundo dos bombeiros, o trabalho dos cães é prejudicado pela alta temperatura nesta quarta.

 

 

Na terça-feira, 3, os bombeiros e a Defesa Civil encontraram a carteira de identidade de Santos entre os escombros. Além disso, o chuveiro do banheiro do alojamento foi encontrado com o registro aberto.

Obra. A construção, segundo a Prefeitura de Guarulhos, tinha alvará desde novembro de 2012. A empresa Salema Comércio, Construção e Projetos Ltda pediu uma alteração de projeto acrescentando um mezanino e este alvará foi emitido em novembro. "A última fiscalização feita pela prefeitura foi em setembro. Nós não recebemos nenhuma denúncia sobre esta obra", disse, na terça-feira, a diretora do departamento de licenciamento urbano da Prefeitura de Guarulhos, Ana Malufi.

Mais conteúdo sobre:
DesabamentoGuarulhos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.