Bombeiros investigam causas do incêndio no HC

Suspeita é de que curto-circuito tenha provocado fogo na noite de segunda-feira, véspera de Natal

Elvis Pereira e Ricardo Valota, do estadao.com.br,

25 de dezembro de 2007 | 11h08

O Corpo de Bombeiros iniciou a perícia no prédio do Ambulatório do Hospital das Clínicas (HC) na manhã desta terça-feira, 25, atingido por um incêndio no final da noite de segunda, véspera de Natal. Sete equipes da corporação acompanharam os trabalhos para descobrir as causas do fogo que atingiu o subsolo do edifício e provocou a transferência de pacientes. A suspeita é que o incidente tenha sido provocado por um curto-circuito.   O local, que fica fechado nos fins de semana e feriados, estava vazio. A fumaça, no entanto, atingiu o prédio do Instituto Central, situado ao lado do Ambulatório, resultando na transferência de quatro pacientes do setor do pós-operatório para a Santa Casa de São Paulo e de cerca de 20 pacientes do 8º andar para outra área dentro do complexo do HC por conta do forte cheiro da fumaça. Segundo informações do HC, ninguém ficou ferido.   O que mais impressionou foi a quantidade de fumaça gerada pelo incêndio. Duas horas depois, a situação já havia sido totalmente controlada pelos bombeiros, que ajudaram no esvaziamento do prédio do ambulatório.   Por volta da 0h30 desta terça, o governador José Serra esteve no local e disse que nada de grave ocorreu. Ao ser questionado sobre o fato das portas de emergência do prédio estarem trancadas no momento do incêndio, o governador não quis responder e passou a pergunta ao comandante dos bombeiros que estava presente. Segundo o coronel Manuel Antonio da Silva Araújo, as portas não estavam trancadas.

Tudo o que sabemos sobre:
HCincêndioSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.