Bombeiros enviam 207 sacolas com vítimas ao IML

Contagem de mortos para em 188 vítimas, entre elas 184 encontradas nos escombros e 4 falecidas em hospitais

Rodrigo Petry, da Agência Estado,

19 de julho de 2007 | 20h23

O porta-voz do Corpo de Bombeiros, capitão Mauro Lopes, informou nesta quinta-feira, 19, que já foram enviadas ao Instituto Médico Legal (IML) 207 sacolas com corpos e fragmentos de corpos das vítimas do acidente com o Airbus A-320 da TAM.   Veja também:  5% dos corpos chegam  inteiros ao IML  Lista completa dos mortos Quem são as vítimas do vôo 3054 As histórias das vítimas da tragédia O local do acidente Opine: o que deve ser feito com Congonhas? Os acidentes mais graves da aviação brasileira Cronologia da crise aérea Conheça o Airbus A320 A repercussão da tragédia no mundo Assista a vídeos feitos no local do acidente   "Há muitos corpos mutilados e, a partir de agora, estão sendo encontrados apenas restos humanos, e isso dificulta a contagem dos corpos", afirmou Lopes. Ele explicou que a contagem parou em 188 corpos, sendo 184 dos escombros do local do acidente e quatro de vitimas que morreram em hospitais.A partir daí, foram relacionadas 19 sacolas com fragmentos, totalizando as 207."Para não passar uma numeração imprecisa, que cause confusão, estamos adotando a partir de agora o número de sacolas enviadas ao IML."   Segundo Lopes, ao final da operação o IML deverá emitir um balanço técnico com o número total de vítimas encontradas. Ele disse que ainda não há previsão para o encerramento dos trabalhos dos bombeiros no local do acidente, o prédio da TAM Express, contra o qual o avião da TAM se chocou. O capitão informou que 60 bombeiros trabalham atualmente na área.

Tudo o que sabemos sobre:
Vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.