Bombeiros encontram grupo que se perdeu na Serra do Mar

Perdidas desde sábado, sete pessoas foram localizadas em bairro de Mogi das Cruzes

Rejane Lima, O Estado de S. Paulo

05 Julho 2011 | 14h51

SANTOS - Depois de 75 horas na mata, sete pessoas que estavam perdidas na Serra do Mar em uma trilha que liga Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, a Bertioga, na Baixada Santista, foram encontrado pelo helicóptero Águia da Polícia Militar às 14h10 desta terça-feira, 5. O grupo foi localizado a cerca de um quilômetro da base montada pelos bombeiros no alto da Serra, em Biritiba Mirim, bairro de Mogi das Cruzes.

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém estava ferido, mas todos estavam com fome e frio. Eles iniciaram a trilha em Mogi das Cruzes às 11h do último sábado e às 10h40 de domingo comunicaram aos bombeiros pelo celular que havia se perdido na descida da serra.

 

Três mulheres - entre elas a pesquisadora do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (USP), Francisca Carolina do Val, de 65 anos, foram resgatados de helicóptero e levadas para o Batalhão dos Bombeiros em Mogi das Cruzes, de onde seguiram de ambulância até o hospital Luzia de Pinho Melo. Já as outras quatro vítimas - sendo três homens e uma mulher - não foram resgatadas pelo helicóptero porque não houve teto para a aeronave pousar novamente.

 

O grupo então retornou caminhando, acompanhado de um militar, até a base dos bombeiros montada no planalto. De lá, eles seguiram de viatura para o mesmo hospital. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual da Saúde, as famílias das vítimas não quiseram passar informações detalhadas sobre o estado de saúde dos pacientes, limitando-se a informar que "estavam bem."

 

De acordo com a assessoria de imprensa da Universidade de São Paulo (USP), a expedição não era uma atividade acadêmica, embora a área seja próxima à Estação Biológica de Boracéia, que pertence ao Museu de Zoologia da USP, de onde a professora Francisca é docente aposentada. Atualmente, a pesquisadora leciona uma disciplina na pós-graduação do Instituto de Biociências, onde, ainda segundo a USP, nenhum dos integrantes do passeio está matriculado.

 

Entre os perdidos está, por exemplo, a jovem Mila, de 28 anos, formada em Relações Internacionais pela USP; o namorado dela, João Paulo, de 30 anos; Erica, de 30 anos; Carlos, de 31 anos; José Guilherme, de 30 anos; e a inglesa Cler, de 30 anos. Mais de 30 homens entre policiais do Comando de Operações Especial (COE) da Polícia Militar e bombeiros dos batalhões de Bertioga e de Mogi das Cruzes trabalharam nas buscas do grupo, embrenhando-se na mata e no serviço de inteligência de duas bases instaladas junto a trilha, uma montada no planalto e outra no litoral. Equipamentos como GPS e rádios e a tecnologia do Google Earth foram utilizadas para rastrear a área.

 

Texto atualizado às 20h15.

Mais conteúdo sobre:
Serra do Mar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.