Bombeiros acham corpo da 3ª vítima das chuvas desta quarta

Chega a 73 as vítimas pelas chuvas no Estado de SP; buscas por criança desaparecida continuam nesta tarde

estadao.com.br,

04 Fevereiro 2010 | 12h42

Bombeiros procuram desaparecidos no rio Jacuperval; corpo de Maria Moreira Paiva já foi encontrado

 

SÃO PAULO - As equipes de resgate do Corpo de Bombeiros encontraram no fim da manhã desta quinta-feira, 4, o corpo da mulher de 72 anos que desapareceu após o temporal que atingiu São Paulo na tarde de quarta-feira, 3. Assim, sobe para 73 o número de mortos pelas chuvas no Estado desde o dia 1º de dezembro de 2009. Além disso, o município de Eldorado decretou estado de calamidade pública; Cunha e São Luís do Paraitinga também estão em calamidade.

Veja também:

link Mais de 80 árvores caídas atrapalham trânsito

link Oposição protocola pedido de CPI da enchentes

link Caixa suspende cobrança dos moradores do Jd. Romano

blog Blog da Garoa: Vida nos diferentes 'jardins' da cidade

 

O temporal que teve início por volta das 16h30 desta quarta-feira na capital paulista trouxe transtornos à cidade mais uma vez. Houve alagamentos, enxurradas e problemas na circulação de trens e metrô. No total, três pessoas morreram e uma criança ainda está desaparecida.

 

A vítima encontrada nesta manhã e um menino de 11 anos foram levados pela enxurrada após o transbordamento do córrego Jacupeval, que passa pela Avenida Caititu, onde fica a favela Vila Guarani, na zona leste da capital paulista.

 

Segundo os bombeiros, o corpo da idosa foi encontrado a cerca de 1 quilômetro do local onde ela estava quando foi arrastada. As buscas ao menino continuam.

 

No acesso à Ponte da Vila Maria, na zona norte, uma árvore caiu sobre um carro por volta das 17h30 desta quarta-feira, 3, e matou Antonio Pereira Lousa, de 74 anos. Ele foi atingido no carro em que estava e chegou a ser encaminhado para o Pronto-Socorro de Vila Maria, mas não resistiu aos ferimentos. Outros três veículos também foram atingidos no acidente, porém, sem maior gravidade. 

 

O boliviano Papin Huascar Vilca, de 24 anos, também morreu na noite de ontem, ao ser atingido por um raio quando caminhava pela Praça Ilo Otani, próximo da Ponte da Vila Guilherme, no bairro do Pari, região centro-leste da capital paulista.

 

Nenhum parente da vítima havia comparecido no plantão da delegacia do Bom Retiro (2ºDP) até as 3h45 desta quinta-feira, 4. Não se sabe ainda onde o boliviano morava nem a profissão dele.

 

Manifestação

 

Um grupo de moradores do Jardim Vila Nova, na zona leste da capital paulista, voltaram a protestar contra os alagamentos na manhã desta quinta-feira, 4, na Avenida Jacu-Pêssego, segundo a Polícia Militar.

 

Os manifestantes bloquearam a avenida, na altura do número 10, e atearam fogo em móveis, por volta das 8h30 de hoje, segundo a PM, que ainda não tem informações sobre o número de participantes do protesto.

 

Na noite de ontem, dois ônibus, de prefixos 33900 e 33910, da Viação Itaim Paulista (VIP) Transportes, foram alvo de cerca de 50 moradores da região atingida pelo transbordamento do córrego. Os coletivos foram parados pelos manifestantes na Rua Flor da Esperança. Um dos veículos foi incendiado; o outro, apedrejado. Nenhum passageiro ficou ferido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.