Bombeiro suspeito de estuprar estudante é transferido; caso vai para o MP

Ele é acusado de violentar uma jovem no banheiro de uma casa noturna no Itaim-Bibi neste fim de semana

Solange Spigliatti, estadão.com.br

20 de junho de 2011 | 17h01

SÃO PAULO - O bombeiro civil socorrista Luciano Ferreira, de 32 anos, suspeito de estuprar uma estudante, de 20 anos, no banheiro de uma casa noturna, na Vila Daslu, Itaim-Bibi, zona sul de São Paulo, neste fim de semana, foi transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros III, na manhã de hoje, segundo informações da Polícia Civil.

 

Segundo a polícia, Ferreira, funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviços para a boate Kiss & Fly, foi preso em flagrante na manhã de sábado, 18, por policiais da 15.º DP (Itaim-Bibi) e posteriormente transferido para o 91.º DP (Ceagesp), de onde saiu para o CDP.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a polícia aguarda o laudo de exame de corpo de delito da vítima, que deve ser concluído em 30 dias, e será encaminhado para o Ministério Público, para onde já foi enviado o processo do flagrante da prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.