Bombeiro é morto na presença dos filhos ao reagir a assalto no Jabaquara

Surpreendido por ocupantes de um veículo em frente ao prédio onde reside a mãe, Renato Barbosa atirou contra assaltantes e levou a pior

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

17 de agosto de 2011 | 04h20

SÃO PAULO - Numa troca de tiros com assaltantes, por volta das 20 horas de terça-feira, 16, o 3º Sargento dos Bombeiros Renato Leite Barbosa, de 37 anos, foi baleado no peito e morto no momento em que parava seu Fox preto em frente a um prédio na região do Jabaquara, na zona sul de São Paulo.

 

Acompanhado ds dois filhos gêmeos, o sargento havia comprado uma pizza e chegava ao prédio onde reside a mãe dele, na Rua Grumixamas. Quando saía do carro, Renato foi surpreendido por um Fiat Linea prata ocupado por três criminosos, que teriam anunciado o assalto e levariam o Fox.

 

Ao atirar contra os bandidos, o sargento atingiu um deles, mas também foi baleado e acabou morrendo no pronto-socorro do Hospital Dr. Arthur Ribeiro de Saboya. O bandido ferido, identificado como Ronaldo de Souza Alves, de 24 anos, e o zelador do prédio, atingido de raspão em uma das pernas por uma bala perdida, pois estava em frente ao condomínio, foram levados para o mesmo hospital.

 

Mesmo atingido, o criminoso ainda acelerou, mas bateu o Linea contra uma árvore e depois contra um poste. Os outros dois bandidos fugiram a pé. O caso foi registrado no 27º Distrito Policial, do Campo Belo.

Tudo o que sabemos sobre:
Latrocínio, Jabaquara, bom

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.