Bomba explode e fere alunos em escola de Jundiaí

Artefato danificou estrutura física de um dos banheiros masculinos da unidade e feriu levemente 12 alunos

Priscila Trindade, Estadão.com.br

25 de maio de 2011 | 12h38

SÃO PAULO - Uma bomba de fabricação caseira explodiu Escola Estadual Cecília Rolemberg, localizada no bairro Vila Rio Branco, em Jundiaí, no interior de São Paulo, na manhã desta quarta-feira, 25. A explosão danificou a estrutura física de um dos banheiros masculinos da unidade e feriu levemente 12 alunos. Até o final da tarde, todos os estudantes atendidos já haviam sido liberados.

 

A Polícia Militar enviou equipes para o local, por volta das 10 horas. Uma equipe da perícia técnica da Polícia Civil também esteve no local. Os responsáveis pelo ato já foram identificados e encaminhados até uma delegacia. O caso está sendo investigado pela polícia. As aulas ocorrerão normalmente nesta quinta-feira, 26, e os reparos necessários já foram providenciados.

 

Em nota divulgada no início da noite, a Secretaria de Estado da Educação lamentou o ato de vandalismo. A Coordenadoria de Ensino do Interior (CEI) encaminhou um representante até Jundiaí para acompanhar o caso e prestar o apoio necessário aos alunos atingidos. Se necessário, a Diretoria Regional de Ensino de Jundiaí oferecerá acompanhamento pedagógico especial e psicológico aos estudantes.

 

O Conselho de Escola se reunirá nesta sexta-feira, 27, para analisar o caso e as medidas cabíveis. A direção também convocou os responsáveis por todos os alunos envolvidos a fim de debater ações para evitar a reincidência de incidentes semelhantes.

 

Notícia atualizada às 19h20.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaescolabombaJundiaíSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.