Bolsista trabalha 3 dias e sai de férias no Distrito Federal

Dos três inscritos no programa Mais Médicos para o município goiano de Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal, a 180 km de Goiânia, um desistiu e outro, Patrick Henrique Cardoso, trabalhou três dias e entrou de férias. A coordenadora do Programa de Saúde da Família de Novo Gama, Priscila Ferreira da Silva, relatou ontem que Cardoso aderiu ao programa e foi um dos três selecionados na primeira etapa. "Ele se apresentou no dia 1º, mas comunicou que só trabalharia dos dia 2 a 4 porque já tinha compromisso: uma viagem de férias", relatou.

Marília Assunção, Especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2013 | 02h03

A Secretaria de Saúde considerou indevida a ausência e pediu a exclusão do profissional do programa. Ele atenderia no posto do setor Lunabel, uma das maiores unidades da cidade. "A média de atendimentos é de 20 a 25 pacientes por dia, então a chegada de reforço era muito esperada", frisou Priscila. Ainda de acordo com ela, na unidade Cardoso seria o responsável pela chamada Estratégia de Saúde da Família. Natural de Ipatinga, Minas, e formado pela Federal do Espírito Santo, o médico não foi localizado.

Mais conteúdo sobre:
Mais MédicosbolsistasfériasDF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.