Acervo
Acervo

Boicote de rádio e sapo na avenida; o bicampeonato da Nenê de Vila Matilde

Escola de samba conquistou título do carnaval paulistano em 1969 com enredo em homenagem a Manuel Bandeira

Luiz Felipe Barbiéri, O Estado de S. Paulo

18 de agosto de 2015 | 09h32

Suspeita de macumba e festa regada a muita cerveja e tubaína. O bicampeonato da Nenê de Vila Matilde guarda histórias folclóricas de um carnaval que fez as ruas do bairro vibrarem em 1969. A escola havia conquistado o título do primeiro desfile oficial da cidade um ano antes

Naquela época, os carros alegóricos se aglomeravam no Anhangabaú e subiam a Avenida São João até a esquina com a Ipiranga. Uma voz no rádio anunciava o vencedor no mesmo dia e desencadeava outra rodada de festejos. Esta, restrita à escola campeã. 

Foi assim naquela quarta-feira. Quando a notícia da vitória sobre o Unidos do Parque Peruche chegou à Vila, o surdo marcou o ritmo da festa madrugada adentro. 

 Leia a reportagem completa da edição do dia 20 de fevereiro de 1969, publicada no Jornal da Tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.