Blocos levam 120 mil pessoas às ruas de São Paulo neste domingo

Vila Madalena e Pinheiros, na zona oeste, concentraram presença de foliões; estimativa foi divulgada pela Prefeitura

O Estado de S. Paulo

08 Fevereiro 2015 | 20h42

SÃO PAULO - Blocos de carnaval levaram 120 mil pessoas às ruas da capital paulista neste domingo, 8. Foram 41 grupos espalhados em diversas regiões da cidade. Somente pelas ruas da Vila Madalena e Pinheiros, na zona oeste, mais de 50 mil pessoas se reuniram para participar de 11 blocos, de acordo com informações da Prefeitura.

O número foi menor do que as 200 mil pessoas que também participaram das festas durante o sábado. A organização de dois dos blocos mais movimentados, Bangalafumenga e Sargento Pimenta, foi alvo de críticas da Prefeitura, que informou ter recolhido 64 toneladas de lixo deixadas pelos foliões. “A limpeza após a passagem dos blocos, entretanto, deveria ter sido providenciada pelos organizadores, já que se tratava de blocos patrocinados, cujas infraestruturas não eram de responsabilidade da Prefeitura”, disse a administração em nota.

Segundo a Prefeitura, no sábado a maioria dos blocos encerrou as batucadas dentro do horário previsto . Uma exceção teria sido o Bloco Carnavalesco Independente Pimentas do Reino, realizado na Vila Madalena, que permaneceu em desfile após a meia-noite.  O atraso na dispersão e na limpeza das vias foi justificado pela quantidade excessiva de resíduos na Avenida Paulo VI e pela enorme concentração de pessoas na Rua Aspicuelta, na Vila Madalena.

As festas têm sido monitoradas por uma Central de Operações, que reúne representantes de 14 secretarias municipais e da Polícia Militar. Cerca de 800 funcionários foram destacados para fazer a limpeza das vias públicas, contando com 50 carros-pipa, que utilizam água de reúso.

Cidade limpa. A Prefeitura informou ainda manter a fiscalização do cumprimento da Lei Cidade Limpa durante as festas de carnaval, especialmente em relação à exposição de marcas publicitárias. “Durante todo o fim de semana a atuação foi intensa e assim permanecerá também durante o feriado de Carnaval”, informou em nota à imprensa

Mais conteúdo sobre:
carnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.