Blitz da Lei Seca detém 17 no fim de semana

827 motoristas foram abordados e 414 fizeram o teste do bafômetro; fiscalização começou às 14h de sábado

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

28 de julho de 2008 | 06h42

Blitz da lei seca realizada no fim de semana deteve 17 pessoas acusadas de dirigir embriagadas pelas ruas de São Paulo. A Operação Direção Segura teve uma novidade neste final de semana. Ela começou às 14 horas do sábado.  No balanço do fim de semana, divulgado nesta madrugada, 827 motoristas foram abordados e 414 fizeram o teste do bafômetro. Destes, 57 apresentaram níveis de álcool superior ao limite de tolerância e acabaram autuadas nos termos do artigo 165 do Código de Trânsito. Mas 16 delas, que registraram mais de 0,3 miligramas de álcool por litro de ar expelido, e outra, que se recusou a fazer o teste, foram encaminhadas à delegacia e responderão criminalmente. Até as 21 horas do sábado, pelo menos 72 pessoas foram abordadas, das quais 50 passaram pelo teste do bafômetro. Duas delas acabaram na delegacia. A Operação Direção Segura foi realizada em diversas regiões da cidade entre a noite de quinta-feira e esta madrugada. Pela nova lei, quem for pego pelo bafômetro com uma margem entre 0,0 e 0,1 mg de álcool/litro de ar expelido não é considerado infrator e acaba liberado. De 0,11 a 0,3 mg, paga-se uma multa de R$ 957,20 e corre-se o risco de ter a carteira de habilitação suspensa de 12 a 24 meses; acima de 0,3 mg, além de pagar a multa e correr o risco de perder a habilitação, o infrator é levado para a delegacia, responde criminalmente, podendo pegar uma pena que varia de 6 meses a 3 anos de detenção e só é liberado para responder em liberdade após pagar uma fiança de R$ 300 a R$ 1.200.

Tudo o que sabemos sobre:
Lei SecablitzDireção Segura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.