Blitz contra pirataria tem 5,5 milhões de produtos apreendidos

As cidades em que mais houve apreensões foram a Capital, Santos, Sorocaba, São José dos Campos e Ribeirão

da Redação, estadao.com.br

11 de julho de 2008 | 07h30

Quase 5,5 milhões de produtos piratas foram apreendidos em todo o Estado pela Polícia Civil na Operação Capitão Gancho, de combate à pirataria. Só no Centro da Capital foram cerca de 2 milhões de apreensões. Entre os produtos estavam roupas, brinquedos, óculos e objetos eletrônicos. Boa parte da mercadoria foi fabricada na China. Oitenta e quatro pessoas foram presas. Cerca de 6,3 mil policiais participaram, em todo o Estado, da operação que começou às 6h de ontem e se estenderia até o fim da noite. Até um helicóptero e uma lancha foram usados na ação. As cidades em que mais houve apreensões foram a Capital, Santos, Sorocaba, São José dos Campos e Ribeirão Preto. Em São Paulo, foram estourados depósitos de produtos ilegais na Rua 25 de Março e na Rua Florêncio de Abreu, que abasteciam os camelôs da região central. Somente em um galpão da Florêncio de Abreu foram apreendidos 1,5 milhão de itens. 'A 25 de Março é o maior pólo irradiador de pirataria do País', disse o delegado Fernando Schmidt, da 1ª Seccional (Centro). Para o delegado-geral, Maurício Freire, o primeiro objetivo da operação foi o de mobilizar o maior número possível de homens, a partir das 20h de anteontem . 'O segundo ponto foi medir a capacidade de articular os setores de inteligência e reunir informações para levar adiante a operação, que teve foco no combate à pirataria', disse.

Tudo o que sabemos sobre:
piratariafalsificação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.