Bingos flagrados pelo ''Estado'' são lacrados

Casas que funcionam irregularmente na zona sul de SP já haviam sido fechadas várias vezes antes, mas reabriram

RODRIGO BURGARELLI, O Estado de S.Paulo

21 Dezembro 2010 | 00h00

Os dois bingos flagrados na semana passada pelo Estado funcionando irregularmente na zona sul de São Paulo foram lacrados ontem pela Prefeitura. Um deles, o Bingo Santo Amaro, chegou a ter a entrada emparedada. Na semana passada, a Câmara dos Deputados vetou a legalização do jogo.

Não é a primeira vez que os bingos são fechados pela Prefeitura por falta de alvará de funcionamento. Só o Santo Amaro, localizado na Avenida Adolfo Pinheiro, foi lacrado cinco vezes e multado outras dez. Com o novo lacre, sua dívida acumulada é de R$ 99.903,98.

Já o Bingo Teotônio Vilela, próximo da avenida de mesmo nome, foi lacrado pela Subprefeitura de Capela do Socorro pela 12.ª vez - em seis delas, chegou a ser emparedado. O último lacre aconteceu há apenas 11 dias.

O fechamento dos bingos foi solicitado à Prefeitura pela Polícia Civil, que os visitou após publicação da reportagem, no domingo. Para garantir que continuem fechados, a polícia prometeu voltar aos locais nas próximas semanas. O Ministério Público Estadual também estuda ações legais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.