Bingo com serviço Vip é fechado na zona norte de SP

Motorista pegava clientes em local combinado e os deixava no bingo; após jogarem, eles eram levados embora

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

19 de fevereiro de 2008 | 04h17

Um bingo clandestino foi fechado por volta das 20h30 de segunda-feira, 18, na região de Santana, zona norte da capital paulista, por policiais militares das Rondas Ostensivas com Auxílio de Motocicletas (Rocam) do 09º Batalhão. Os clientes do estabelecimento localizado na Rua Banco das Palmas desfrutavam até do serviço vip com motorista particular. No local foram aprendidas 28 máquinas videobingo de grande porte, três palmtops e uma CPU. Foram detidos o dono do bingo, o gerente, outros 5 funcionários, incluindo o motorista, e 8 clientes. Todos foram levados para o 13º Distrito Policial, da Casa Verde. Eles prestaram depoimento e foram liberados em seguida. Segundo a PM, os policiais, em patrulhamento na região, desconfiaram ao ver um Fiat Palio prata parar em frente à casa e dele descer uma pessoa, que entrou correndo no imóvel. Ao abordarem o motorista, descobriram o esquema. Ele pegava os clientes em diversos pontos da cidade e os deixava no bingo. "Ele trabalhava como se fosse um táxi, pegando as pessoas e deixando-as no bingo. Depois, elas eram levadas para casa. Não era uma coisa aberta ao público. Os clientes que queriam freqüentar o estabelecimento entravam em contato via telefone e solicitavam o transporte.", disse o policial militar que estava à frente no flagrante. A polícia agora vai apurar se o serviço de "leva e traz" oferecido pela casa de jogos era uma forma de não haver acúmulo de carros de luxo em frente ao imóvel e de pessoas entrando e saindo, para não levantar suspeita.

Tudo o que sabemos sobre:
bingojogo clandestinoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.