José Patrício / Estadão
José Patrício / Estadão

Bilhete único pode ser recarregado dentro dos ônibus de São Paulo

Equipamentos instalados em 334 veículos permitirão que créditos comprados pela internet ou aplicativos recarreguem cartão

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

31 Maio 2016 | 22h56

SÃO PAULO - A Prefeitura começou a instalar máquinas de recarga do bilhete único dentro de ônibus da cidade, o que permitirá que créditos comprados pela internet ou por aplicativos de celular possam ser recarregados sem que o passageiro tenha de pagar filas nos terminais ou estações de Metrô. Neste primeiro lote, 334 equipamentos foram instalados.

A medida, em estudo desde o começo da gestão Fernando Haddad (PT), pretende fazer crescer o número de usuários do bilhete único - já são 94% do total de passageiros - e reduzir ainda mais o uso de dinheiro nos coletivos, prevenindo roubos.

Há quatro aplicativos para celular, em todos os sistemas operacionais, que fazem venda de créditos. O passageiro efetua a compra online e, ao chegar no coletivo, encosta o cartão na máquina de recarga, que irá baixar o valor de créditos adquirido.

Desde o começo do ano, a saída de uma das empresas que vendia créditos para o bilhete único nas estações do Metrô fez o tamanho das filas nas estações crescerem. Os terminais também têm maquinas de recarga. Agora, o passageiro que entrar no ônibus e perceber que o cartão não tem créditos, pode fazer a compra de mais valores pelo celular, recarregar o cartão e passar na catraca. Antes, teria de pagar a passagem com dinheiro e recarregar o cartão depois.

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Metrô Fernando Haddad PT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.