Bicicleta terá campanha de trânsito em SP

Após se reunir com cicloativistas na manhã de ontem, o prefeito Fernando Haddad (PT) anunciou que vai criar uma campanha educativa na mídia para ajudar motoristas e ciclistas a conviverem nas ruas da cidade. A ideia é que o material seja veiculado em meios como televisão e rádio, em uma tentativa de diminuir os índices de acidentes e mortes de usuários de bicicleta na capital.

O Estado de S.Paulo

23 Março 2013 | 02h03

"Nós temos que garantir um plano de comunicação para que as pessoas se informem e entendam melhor este movimento, para dar mais segurança aos ciclistas", afirmou o prefeito.

Além disso, segundo o prefeito, técnicos da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estudam projetos que preveem cerca de 400 km de ciclovias e ciclofaixas na cidade. A definição da quilometragem de infraestrutura cicloviária que deverá ser inaugurada durante a sua gestão deverá ser anunciada na semana que vem, quando Haddad entregará à população seu plano de metas. O objetivo é que a capital paulista se aproxime de cidades latino-americanas, como Bogotá, que tem cerca de 300 km de rotas exclusivas para ciclistas.

De acordo com a administração municipal, será feita a revisão do Grupo Executivo da Prefeitura para Melhoramentos Cicloviários, o Pró-Ciclista. "Haverá a maior participação dos ciclistas nas decisões da Prefeitura. Eles querem assentos nos órgãos decisórios quando seus interesses estiverem em jogo", afirmou o prefeito.

Para o cicloativista Willian Cruz, autor do blog Vá de Bike, a campanha deverá ser positiva. "Um dos maiores problemas que temos hoje é o motorista que acha que a bicicleta não deve estar na rua, e a campanha servirá justamente para diminuir isso", afirmou. / ARTUR RODRIGUES e RODRIGO BURGARELLI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.