Biblioteca foi planejada como modelo

Instalada dentro do Parque da Juventude, erguido onde anteriormente funcionava o Complexo Penitenciário do Carandiru, a Biblioteca de São Paulo foi criada para torna-se modelo de equipamento público. A ideia era oferecer uma estrutura que atraísse até o público não leitor, com um ambicioso projeto de acessibilidade e de mídias complementares. A construção rendeu aos dois responsáveis, Dante Della Manna e Marcelo Aflalo, o Prêmio IAB SP, na categoria Melhor Institucional, em 2010.

O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2012 | 02h03

Atualmente considerado um dos arquitetos mais premiados do País, Dante Della Manna já foi professor de Projeto da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie, onde se formou em 1978, e professor visitante da Fundação Getúlio Vargas (FGV) de São Paulo, onde lecionou sobre espaços corporativos e sua relação com o desenvolvimento do trabalho.

Também bastante premiado e professor, com diversas publicações em livros, revistas e artigos, Marcelo Aflalo é sócio fundador da Associação dos Designers Gráficos (ADG) e da Univers Arquitetura e Design. Formado pela Universidade de São Paulo (USP), em 1978, também é designer e artista gráfico com mestrado em Design Gráfico pela The School of the Art Institute of Chicago. O projeto conta com a parceria da Aflalo e Gasperini. / ALINE VIEIRA COSTA, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.