Beira-Mar entra com recurso para ter aulas de Gestão Financeira a distância

JUSTIÇA

, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2010 | 00h00

A defesa do narcotraficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, entrou ontem com recurso no Tribunal Regional Federal da 3ª. Região para que o detento receba aulas de Gestão Financeira a distância. Na semana passada, a Justiça Federal de Mato Grosso do Sul negou autorização alegando que o Presídio Federal de Campo Grande não tem infraestrutura para realizar o curso. O advogado Luiz Gustavo Bataglin afirma que seu cliente poderia estudar usando a internet do sistema de visita virtual implementado na penitenciária no mês passado. O advogado reclama que a Justiça Federal aponta dificuldades para que os presos cursem o ensino superior. "Para que fizeram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) então?" Em 2009, a autorização para que Beira-Mar cursasse Direito também foi negada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.