Bebê ferido durante protesto na Favela Tiquatira deve ter alta

Médicos vão avaliar o quadro da criança de 11 meses, que pode deixar o hospital ainda nesta sexta-feira

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

15 Maio 2009 | 13h28

O bebê de 11 meses que teve traumatismo craniano durante um protesto de moradores na Favela Tiquatira, na zona leste de São Paulo, pode receber alta nesta sexta-feira, 15, do Hospital do Tatuapé. O bebê será submetido a uma tomografia e avaliações médicas e, dependendo do resultado do exame, a criança poderá ser liberada. Na quarta, moradores e policiais militares entraram em confronto após a prisão de um jovem.

 

Moradores da favela observam carcaça dos veículos queimados no confronto. Foto: Hélvio Romero/AE

 

A menina continua em observação e seu quadro é estável, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde. Durante o confronto, quatro pessoas ficaram feridas.

 

O terminou em confronto entre policiais militares e cerca de 150 manifestantes. Quatro veículos - um ônibus articulado, um micro-ônibus, um caminhão e um carro de passeio - foram incendiados na Avenida Gabriela Mistral, paralela à Marginal do Tietê.

 

 

Mais conteúdo sobre:
violência SP protesto bebê Favela Tiquatira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.