Pixabay
Pixabay

Bebê de um ano é atacado e morto por pit bull no interior de São Paulo

Caso aconteceu em Fartura; vizinhos que presenciaram o ataque mataram o animal, mas não conseguiram salvar o bebê

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2017 | 15h09

SOROCABA – Uma criança de um ano foi atacada e morta por um cão da raça pit bull no quintal da casa da avó, na última sexta-feira, 23, em Fartura, interior de São Paulo. Vizinhos presenciaram o ataque e mataram o animal, mas não conseguiram salvar o bebê. Ele foi retirado ainda com vida da boca do cão e levado para a Santa Casa da cidade por uma unidade do Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas já chegou sem vida.

De acordo com a Polícia Civil, os pais da criança estavam no trabalho e tinham deixado o bebê sob os cuidados da avó, Maria Aparecida Lobato, de 48 anos. A mulher foi ao quintal recolher a roupa estendida no varal e deixou a porta da sala aberta. A criança, que tinha começado a andar, saiu e se aproximou do cachorro, quando foi atacada. O pit bull abocanhou a cabeça do menino.

A mulher contou à polícia que o animal fora adotado havia cinco dias por um tio da criança. Vizinhos disseram que o pit bull já tinha atacado outra pessoa, dias antes. O corpo do menino passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Avaré e foi sepultado neste sábado (24) no Cemitério Municipal de Fartura. A polícia investiga em inquérito se houve negligência na guarda do animal.

Tudo o que sabemos sobre:
CachorroAtaque de Cão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.