Bebê de 2 anos desaparece após suicídio de pai

Segundo a investigação policial, o bebê teria sido entregue a membros de uma igreja evangélica em SP

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

08 de agosto de 2007 | 10h42

Uma criança de 2 anos e sete meses está desaparecida desde o suicídio de seu pai, Lúcio Vital Benevides. Segundo informações da polícia, Benevides teria saído de Campinas, no interior de São Paulo, após separação e foi morar com uma irmã em São Paulo.   Segundo a polícia, um dia antes de se matar, ele pegou a criança, por volta das 5 horas da manhã, dizendo que iria se matar e que também mataria a criança. No dia seguinte, 24 de julho, Lúcio pulou do estacionamento do Shopping D.   Desde então, o menino não foi mais localizado. As investigações levam a crer que ele teria deixado a criança com um membro de uma igreja evangélica, onde ele freqüentava, mas segundo a polícia, ainda não há pistas de quem seria essa pessoa. Nenhuma criança com idade aproximada ao da desaparecida foi encontrada morta neste período, de acordo com a polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.