Bebê com um dia é raptado em maternidade

Adolescente de 15 anos que fingia ser estagiária de enfermagem levou criança para casa; jovem sofreu recentemente dois abortos espontâneos

Bruno Lupion, do estadão.com.br

05 de maio de 2010 | 06h23

 

SÃO PAULO - Um bebê com um dia de vida foi subtraído de sua mãe na tarde desta terça-feira, 4, por uma adolescente de 15 anos que fingia ser estagiária de enfermagem da maternidade Leonor Mendes de Barros, no Brás, região central da capital. Algumas horas depois, os pais da adolescente perceberam o crime e levaram o bebê e a filha à delegacia.

Foram cinco horas de apreensão para Luana Aparecida Pereira, 26, mãe da criança. Ela disse que, por volta das 18h05, a adolescente entrou no quarto com jaleco branco e identificada como estagiária, pegou o bebê no colo e perguntou se poderia dar uma volta com ele no corredor. Luana autorizou, porém alguns minutos depois saiu do quarto e não viu mais seu filho.

A maternidade soou o alarme, mas a adolescente conseguiu fugir com o bebê escondido dentro de uma bolsa e foi para casa, de metrô e táxi. Segundo a polícia, ela chegou a trocar as fraldas e a calça da criança, mas foi questionada pelos pais e admitiu ter subtraído o bebê da maternidade.

A jovem sofreu recentemente dois abortos espontâneos, no intervalo de um ano e meio, o último há cerca de quatro meses, segundo a polícia. Por volta das 23h30, os pais levaram a jovem e o bebê até o 81º DP (Belém), que foi prontamente devolvido a Luana, na própria maternidade. A adolescente foi liberada e deve ser apresentada pelos pais na Vara da Infância e Juventude, para definição de medida socioeducativa.

Tudo o que sabemos sobre:
roubobebêmaternidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.