Bêbado e na contramão, caminhoneiro mata um em Campinas

Motorista bateu em dois veículos e foi indiciado por homicídio culposo; outra pessoa ficou gravemente ferida

Ricardo Valota e Elvis Pereira, do estadão.com.br,

23 de julho de 2008 | 02h23

Bêbado e ao volante de um Ford Cargo, da Transportadora Rodo Import, Ronilson Barbosa Correia, 37 anos, atingiu de frente dois veículos de passeio, por volta das 19 horas de terça-feira, 22. Ele trafegou na contramão por pelo menos 3,5 quilômetros na pista sentido interior-capital da Rodovia Adalberto Panzan, estrada que faz a ligação entre as rodovias Anhangüera e Bandeirantes. Uma pessoa morreu. O acidente ocorreu na altura do quilômetro 4,5, em Campinas, matando no local Dirceu Domingues, 44 anos, que dirigia um Gol de Indaiatuba. A outra vítima, que sofreu ferimentos graves, foi identificada como Ademilson Barbieri, 33 anos, que estava ao volante de um Renault Clio de Indaiatuba. O teste do bafômetro, realizado às 19h15, mostrou que Correia estava com 1,3 mg de álcool por litro de ar expelido. Pela lei, a partir de 0,11 mg o condutor já é considerado alcoolizado. Mal conseguindo falar, o acusado disse que não teve culpa pelo ocorrido e que não estava na contramão. "Eles colidiram comigo. Não fui eu que bati neles. Bebi uma cerveja, acho que foi meia garrafa, uns dois copos.", disse o caminhoneiro. Levado ao plantão do 04º Distrito Policial de Campinas, no Jardim Campinas, o motorista do caminhão foi autuado por dirigir embriagado e indiciado por homicídio e lesão corporal culposos. O acusado só será liberado para responder pelo crime em liberdade caso pague uma fiança, que varia de R$ 300 a R$ 1.200.

Tudo o que sabemos sobre:
CampinasLei Seca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.