Bazar vende pertences de Abadía com origem comprovada

Entre as 20 salas com bens apreendidos do traficante, uma será voltada apenas a produtos da Hello Kitty

da Redação, estadao.com.br

07 de abril de 2008 | 16h47

Parte dos muitos bens amealhados pelo traficante Juan Carlos Ramírez Abadía e apreendidos pela Justiça será leiloada, entre os dias 8 e 13, em benefício de duas entidades filantrópicas. O bazar com produtos do megatraficante colombiano acontece no Jockey Clube paulista. Carros, roupas, móveis, relógios, é tanta coisa que bazar terá de ser distribuído por 19 salas. Uma delas abrigará mais de 200 pares de sapatos femininos e bolsas. Outra, os masculinos. Uma terceira exibirá roupas de ginástica e equipamentos. Depois da avaliação dos fabricantes, a polícia teve o cuidado de destruir o que não era original. A curiosidade: o traficante tem adoração pelo personagem da Hello Kitty. Tanto que se montou uma sala só com objetos da gatinha japonesa - secador de cabelo, torradeira, roupas, cadernos. De acordo com a Justiça Federal, excepcionalmente, no dia nove haverá um leilão das 20h às 24h para bens de maior valor, como relógios, carros, canetas e bicicletas. O Jockey Club de São Paulo fica na Avenida Lineu de Paula Machado, 599, e a entrada do bazar será pelo portão 6A.

Tudo o que sabemos sobre:
Abadíabazar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.