Batalhão de Choque da PM é acionado para o Brás, região central da capital

Policiais da área solicitaram apoio do Choque após ameaça de conflito com os ambulantes

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

26 Novembro 2011 | 06h07

SÃO PAULO - Os ambulantes não legalizados, impedidos de montar suas barracas nas  ruas do Brás, região central da capital paulista, obrigaram, nesta madrugada de sábado, 26, os policiais militares do 13º Batalhão a solicitarem apoio do Batalhão de Choque, acionado por volta das 3h30.

 

Um princípio de tumulto foi detectado em dois endereços: na Rua Oriente e na Rua da Juta. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, até as 6 horas, não havia registro de confronto entre a PM e os marreteiros, que conseguiram, pelo menos nesta madrugada, montar as barracas numa rua próxima, acalmando assim o ânimo de muitos deles.

 

Desde o final de outubro deste ano, a Polícia Militar reforçou o efetivo no Brás para impedir o trabalho dos camelôs irregulares, da ferinha da madrugada, nas ruas da região, o que causou alguns conflitos entre as partes e vários protestos com interdição de algumas vias e intimidação contra comerciantes.

 

O bolsão criado pela Prefeitura, localizado na Rua Monsenhor de Andrade, não comporta mais barracas e só quem tem uma vaga neste pátio possui autorização para trabalhar na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.