MARCIO FERNANDES/ESTADAO
MARCIO FERNANDES/ESTADAO

Bastidores: PMDB quer relatoria do Orçamento na Câmara

Escolha do vereador colocará à prova apoio da bancada do partido à gestão Doria

Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

08 Outubro 2016 | 03h00

O apoio da bancada do PMDB na Câmara Municipal à futura gestão João Doria (PSDB) será colocada à prova durante a escolha do vereador que fará a relatoria do Orçamento de 2017 na Casa. Ricardo Nunes (PMDB), reeleito com 54,6 mil votos, reivindica a indicação. Ele já foi o relator neste ano da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e afirma ter o compromisso dos colegas para ficar. 

Mas a disputa pela presidência da Câmara a partir do ano que vem pode derrubar o “acordo”, já que o DEM de Milton Leite é quem comanda a Comissão de Finanças e Orçamento. Candidato à presidência, Leite negocia com Doria a indicação do tucano Aurélio Nomura para a relatoria, em vez de Nunes. A ideia é usar o gesto para reforçar o pedido para que Doria não interfira na eleição - Mario Covas Neto (PSDB) também é candidato. Do outro lado, no entanto, está Michel Temer, que já pediu “atenção especial” à sua bancada. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.