Bares lacrados pelo Psiu derrubam muros e voltam a funcionar

Estabelecimentos foram lacrados novamente pela subprefeitura, que tinha proibido o funcionamento dos bares devido ao barulho e reclamações de moradores da região

Pedro da Rocha, Central de Notícias

23 Fevereiro 2011 | 18h52

SÃO PAULO - Dois dos cinco bares que foram emparedados ontem, 22, pela Prefeitura de São Paulo, na Vila Madalena, na zona oeste, por infringirem a legislação de ruído do Programa do Silêncio Urbano (Psiu), derrubaram o muro e voltaram a funcionar.

 

A Secretaria das Subprefeituras informou que os estabelecimentos localizados em esquinas da Rua Cardeal Arcoverde - com a Rua Francisco Iasi e com a Rua Morato Coelho - foram emparedados novamente. Um boletim de ocorrência foi feito com base no artigo 330 do código penal, que trata do desrespeito à ordem pública, com pena prevista de 15 dias a seis meses de prisão, além de multa.

 

Caso os bares voltem a desrespeitar a proibição, a Prefeitura informou que então o caso passará para a polícia. Os locais emparedados ontem eram reincidentes, segundo a Prefeitura.

Mais conteúdo sobre:
Psiu Vila Madalena bares lacrados muro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.