Banheiro, só com insistência

Estação foi entregue sem sanitários abertos ao público; promessa é entregá-los no dia 2

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2011 | 00h00

É preciso insistir bastante para usar um banheiro da Estação Pinheiros, inaugurada anteontem na Linha 4-Amarela do Metrô. O local não tem sanitários públicos, obrigatórios desde o ano passado.

Na manhã de ontem, a reportagem precisou conversar com dois funcionários para conseguir que uma terceira - com "boa vontade" - abrisse um dos sanitários para deficientes físicos, atrás da bilheteria.

Ao serem questionados pela primeira vez, os funcionários da ViaQuatro, concessionária que opera a Linha 4, responderam que os sanitários públicos não estão funcionando e a estação não tinha nenhum outro banheiro que pudesse ser usado pelos passageiros. Agentes sugeriram que a reportagem fosse a outras estações da linha, como Butantã e Faria Lima.

Após tentar mais uma vez e perguntar por banheiros próximos dali, mas fora da estação, a reportagem foi convidada por uma agente que estava na sala de controle a usar um sanitário para deficientes físicos.

Os banheiros identificados para cadeirantes - são dois, um masculino e outro feminino - ficam trancados e protegidos por uma porta amarela sempre fechada, semelhante à de saídas de emergência. Atrás dela há uma área reservada, de acesso restrito a funcionários da linha. Do outro lado da entrada principal, uma porta amarela idêntica (e também com a placa azul que indica existência de sanitário especial com acessibilidade) estava entreaberta, com obras inacabadas.

O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, disse anteontem que o projeto da estação terá de ser adaptado. Segundo ele, enquanto a Pinheiros não tiver sanitários abertos, passageiros podem usar os de funcionários. "Há obrigatoriedade desde o ano passado de ter banheiro na área dentro da catraca. Essa estação já estava em acabamento e não deu para fazer aqui. Dia 2 de junho, quando inaugurarmos a CPTM (integração com o trem), os banheiros vão estar prontos."

A ViaQuatro reorientará os funcionários para que qualquer pessoa, dentro da área paga e mediante solicitação, possa usar os banheiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.