Bandos atacam caixas eletrônicos e levam terror a cidades pequenas de SP

Em alguns casos, bandidos agem com violência, ameaçam testemunhas e atiram contra viaturas

José Maria Tomazela, de O Estado de S. Paulo,

17 Março 2013 | 17h56

SOROCABA - Quadrilhas especializadas em roubos a caixas eletrônicos estão aterrorizando pequenas cidades do interior de São Paulo. Na madrugada deste domingo, 17, bandidos explodiram e roubaram caixas em Pardinho, de 5.582 habitantes, na região de Sorocaba. Na última quarta-feira, 14, a ação foi em Analândia, com 4.289 moradores, na região de São Carlos. Nos dois casos, os bandidos agiram com violência, ameaçando testemunhas e atirando contra viaturas e prédios. Somente neste mês, foram atacados à bomba caixas e bancos em nove cidades de pequeno porte do interior.     

 

Em Pardinho, a 180 km de São Paulo, os bandidos chegaram em cinco carros num posto de combustível, no km 191 da rodovia Castelo Branco, por volta das 3h30 da manhã. Com pistolas, fuzis e metralhadoras eles renderam os frentistas e ameaçaram usuários, rendendo inclusive os passageiros de dois ônibus que entraram no posto durante a ação. Em seguida, explodiram com dinamites quatro caixas eletrônicos que ficam na área externa do posto. Um frentista foi agredido, mas não se feriu. O bando fugiu levando o dinheiro dos caixas. Para comemorar o assalto, fizeram disparos para o alto.        

 

A Polícia Militar Rodoviária, primeira a chegar, ainda recolheu R$ 10,8 mil em notas danificadas ou manchadas, deixadas para trás. O valor roubado não foi divulgado. O bando pode ser o mesmo que, no dia 11, explodiu os caixas eletrônicos das duas agências de Torrinha, a 239 km da capital, na região de Bauru. Os prédios ficam separados por dois quarteirões e as explosões foram quase simultâneas. As agências ficaram parcialmente destruídas. Os bandidos dispararam contra o prédio da Câmara e um ônibus estacionado, fugindo em pelo menos três veículos. A Polícia Militar apreendeu três pés-de-cabra e cápsulas deflagradas de pistola 9 mm. Os bancos já tinham sido atacados há cinco meses.         

 

Em Anhembi (5.648 habitantes), próximo de Botucatu, três caixas foram explodidos no dia 8 deste mês. Na fuga, os criminosos atiraram para o alto. No dia 6, os ataques destruíram duas agências bancárias de Iperó (28.301 moradores), região de Sorocaba. Na mesma região, houve ataques dia 2 em Capela do Alto (17.533habitantes) e dia 1º em Porto Feliz (48.893 habitantes), onde um bando armado explodiu oito caixas em duas agências. Outras ações ocorreram no dia 5 em Saltinho (7.059 habitantes), e no dia 2 em Rafard (8.624 habitantes), na região de Piracicaba. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.