Bando rouba R$ 2,2 mi de carro-forte em rodovia

Seis bandidos armados com fuzis roubaram R$ 2,2 milhões em um assalto cinematográfico a um carro-forte na noite de anteontem na Rodovia D. Pedro I, em Itatiba, interior paulista. A ação, que durou meia hora, deixou um vigilante e três policiais militares feridos.

CHICO SIQUEIRA / ARAÇATUBA, ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

10 Outubro 2012 | 03h12

O carro-forte da empresa Protege tinha recolhido o dinheiro em Bragança Paulista e seguia para Campinas. Na altura do km 103, um Corolla preto ultrapassou o veículo e os ocupantes do banco traseiro passaram a atirar. Os seguranças revidaram.

Um motorista que trafegava pela rodovia - que registrou 12 km de congestionamento - disse que parou no acostamento e deitou no chão do carro. "Foram muitos tiros, parecia que eram metralhadoras", contou.

Os ladrões usaram artefatos caseiros para explodir o cofre do carro-forte e fugiram no sentido Campinas. Eles entraram em novo confronto um quilômetro adiante, ao se depararem com três viaturas da PM.

O delegado de Itatiba, Paulo Eduardo Zuiani, disse que até a tarde de ontem não havia qualquer pista dos bandidos, que usaram roupas escuras, camisas de manga longa, calças camufladas e máscaras. "Eles também vestiam coletes à prova de balas e fuzis, com poder de fogo muito superior aos revólveres 38 e espingardas calibre 12 usados pelos vigilantes", disse.

O caso está sendo tratado como roubo qualificado. Em nota, a Protege informou que a empresa "está tomando todas as medidas possíveis para contribuir com o esclarecimento do caso". Informou ainda que "o colaborador ferido durante o confronto está internado na Santa Casa de Itatiba e passa bem".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.