Bando mantém família refém por 12 horas para roubar banco

Bandidos abordaram funcionária após expediente, passaram a noite na casa dela e assaltaram agência de manhã

Elvis Pereira, estadao.com.br

10 de outubro de 2008 | 19h07

Cinco criminosos mantiveram uma família refém por cerca de 12 horas para assaltar uma agência do Santander na Avenida São Paulo, no centro de Cabreúva, no interior do Estado. O bando levou mais de R$ 100 mil do estabelecimento. Segundo a Polícia Civil, os cinco reféns foram libertados ilesos. Os acusados fugiram.  O crime teve início por volta das 20 horas de quinta-feira, 9. Encapuzados e armados, os ladrões renderam a funcionária do banco A.G., de 26 anos, quando ela chegava em casa e queriam ir até a agência. Mas, ao receberem a informação de que o cofre não poderia ser aberto à noite, invadiram a casa dela, onde estavam seus pais e avós maternos, e lá permaneceram até o início da manhã desta sexta, 10.  Pouco antes das 8 horas, três criminosos colocaram A.G. no Gol do pai dela e seguiram até o banco. Lá, obrigaram a funcionária a abrir o cofre e, depois de pegarem o dinheiro, ligaram para os dois comparsas que haviam ficado na residência com os demais reféns. Em seguida, a dupla deixou a residência no Fiat Uno do avô de A.G..

Tudo o que sabemos sobre:
CabreúvaPolíciaroubo a banco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.