Bando leva carga de R$ 11 milhões de Viracopos

Ação durou 4 minutos e não houve nem tiros nem feridos; polícia vê semelhança com roubo à Samsung, ocorrido em meados de 2014

Lucas Sampaio, ESPECIAL PARA O ESTADO

02 Fevereiro 2015 | 22h23

CAMPINAS - Uma quadrilha armada com metralhadoras e fuzis rendeu seguranças e roubou R$ 11 milhões em componentes eletrônicos de dentro do terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, na madrugada desta segunda-feira, 2. A ação durou 4 minutos, nenhum tiro foi disparado e ninguém foi detido.

A carga de processadores de aparelhos celulares era da empresa Flextronics. Oito assaltantes encapuzados chegaram em dois VW Jetta e um Audi A3, renderam os seguranças e levaram os equipamentos da área de importação, que estavam em quatro caixas e pesavam 70 kg. Os produtos foram colocados no porta-malas dos veículos. 

O caso é investigado pela Polícia Federal, que vê semelhanças na ação desta segunda com o roubo da Samsung, ocorrido em meados de 2014 na fábrica da empresa em Campinas, às margens da Rodovia D. Pedro. 

A Aeroportos Brasil Viracopos, concessionária que administra o terminal, disse, em nota, que “as Polícias Federal, Civil e Militar, além da Receita Federal, foram imediatamente acionadas”. Segundo a concessionária, o aeroporto colocou à disposição as imagens das câmeras de segurança.

A Flextronics informou, também em nota, que está à disposição das autoridades policiais para auxiliar nas investigações.

Triângulo das Bermudas. A região de Campinas é conhecida entre empresas de transporte e de escolta como “Triângulo das Bermudas” das cargas milionárias, por ser foco de quadrilhas especializadas. As rodovias facilitam a fuga de criminosos.

Mais conteúdo sobre:
Campinas Viracopos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.