Bando faz família refém para assaltar banco em Sorocaba

Grupo passou a noite na casa de um gerente de uma agência bancária para praticar o assalto na manhã desta quinta; R$ 500 mil foram levados

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

14 de outubro de 2010 | 17h01

SOROCABA - Um bando armado manteve o gerente de um banco e toda sua família como reféns desde a noite de quarta-feira até a manhã desta quinta-feira, 14, para assaltar a agência bancária, em Sorocaba, a 92 km de São Paulo. Eles passaram a noite na casa do gerente, onde ficaram rendidas outras sete pessoas, inclusive uma criança de 10 anos. De manhã, para abrir o cofre e os caixas eletrônicos, o bando rendeu também outro gerente, um segurança e uma funcionária que chegavam para trabalhar. Os ladrões acabaram levando cerca de R$ 500 mil.

 

Para entrar na casa, no bairro Ouro Fino, zona oeste da cidade, os ladrões abordaram a ex-mulher do gerente que tinha ido buscar o filho do casal. No interior da residência, foram rendidos a atual mulher e os sogros do gerente, que não quer ser identificado. Ele chegou por volta de 21 horas e também foi apanhado, assim como os pais da ex-mulher que, em razão da demora da filha, se dirigiram até a casa. Os quatro homens, que usavam máscaras e luvas, desligaram o telefone fixo e retiraram chips e baterias dos celulares. Eles mantiveram a televisão ligada e ainda telefonaram para pedir uma pizza. O gerente contou que os bandidos ameaçavam matar a família toda se alguma coisa desse errado.

 

De manhã, ele foi obrigado a acompanhar os bandidos até a agência do banco Santander, na Av. General Carneiro, região central, no carro da ex-mulher. Depois de esvaziar o cofre e cinco caixas eletrônicos, eles fugiram com o veículo. O gerente foi levado durante a fuga e libertado na Av. Armando Pannunzio, próximo do trevo da rodovia Raposo Tavares. O carro foi encontrado incendiado em Piedade, a 30 km. A Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que investiga o caso, suspeita de uma quadrilha da Grande São Paulo, que já realizou roubos a bancos no interior usando a mesma estratégia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.